Um mar dourado de lembranças.

23 maio 2010 / Tags:



De repente, tudo parecia ter mudado de lugar. Todos os planos falharam. Tudo parecia uma longa estrada vazia, onde não havia porquês, nem explicações, apenas os fatos e a condição simples de aceitá-los de cabeça baixa, com o máximo de dignidade possível que se pode reunir, mesmo quando não se tem forças. E quando esse tipo de acontecimento acomete pessoas como aquela menina, creia-me, nada ficara bem. Nada.

Mal humor. Ela decididamente odiava aquele lugar, odiava as pessoas de lá - e tinha motivos para isso - e acima de tudo: estava envergonhada. Porque havia feito tanto alarde pelo acontecido de sua saída da cidade? Para no fim continuar confinada aquele lugar? Era mesmo um motivo de vergonha, e tudo aquilo muito lhe irritava.

Nenhum sentimento acometeu o corpo da menina naquela manhã do suposto primeiro dia de aula. Não havia qualquer espécie de emoção, apenas o vazio. Ela caminhava apenas, porque o precisava fazê-lo. Falava apenas, quando precisava fazê-lo. Era o tipo de dia em que suas expectativas são colocadas para os mais baixos níveis, e nada lhe surpreende.

Aliás, nada ou tudo lhe surpreende. Foi o que aconteceu com ela. De todas as lembranças daquele dia, a única que ela guarda é uma explosão. Uma explosão loura, de cabelos macios e abraço mais do que caloroso. Certa menininha de olhos verdes. E também outra, de perfume mais do que agradável e detentora de profunda consideração perante aquela menina de olhos frios e alma vazia.

Como ela podia ter esquecido daquilo? Como ela pode ter sido capaz de não considerar aquela hipótese? Justo a única que fazia sentido; justo a única que daria vida aquela lugar. Nada estava perdido, afinal. Havia alguém, havia mais de um alguém. Havia elas. E havia tudo quando elas estavam por perto.

•••


NOTA DA AUTORA: inaugurando nova categoria! Talvez a mais importantes e a que eu mais tenha histórias. E óbvio que eu irei escrever sobre elas neste blog. Então, essa é pra vocês, minhas BFFs *-* pra que nossas historias incríveis - piada interna -  nunca sejam esquecidas e para que todas as vezes que eu escreva, atenue um pouco da angústia que é não ter vocês por perto fisicamente, porque vocês estão sempre comigo, basta eu olhar pro meu anelar direito ;)

A♥L♥I- Amanda, Laura e Ilzy. Porque eu prometi que seria pra sempre, e eu estou tentando cumprir todas as minhas promessas, especialmente as que eu julgo MUITO importantes.

7 comentários:

  1. Amigah eu te amuh muito e vc sabe disso.... "porque nós fomos separadas na maternidade pois, só uma mãe não aguentaria as duas" te amuh muito muito muito... e não há palavras que possam expolicar o tamanho do amor que eu sinto por ti minha eterna MOÇA BONITA DO DINHEIRO!!!!sz

    ResponderExcluir
  2. Minha eterna Xilzy!
    A pessoa que me tirou da solidão no meu primeiro dia de aula naquele lugar desconhecido.
    Te amo pra sempre, aliás, amo as duas pra sempre!
    Lindas
    BFF's incríveis

    A♥L♥I'SEMPRE

    ResponderExcluir
  3. as melhores aventuras que pude ter num colégio tive com vocês ♥ Minha vida não seria a mesma sem vocês.


    UMA PASSAGEM DE VINICIUS DE MORAIS:
    "...e assim quando mais tarde me procure
    quem sabe a morte, angústia de quem vive
    quem sabe a solidão, fim de quem ama
    eu possa lhe dizer do meu amor(que tive):
    que não seja imortal, posto que é chama
    mas que seja infinito enquanto dure.


    ResponderExcluir
  4. ei Yah nao tinha uma fotinha que é fiquei mais legal nao? :X

    ResponderExcluir
  5. Ana Nágiila Coelhoo27 de maio de 2010 19:43

    Liindo mtoo lindoo '
    Umaa amizadee qe meu Deus '
    amooo vsêes '

    ResponderExcluir
  6. Quanta fofura! Queria ter amizades assim. :D

    ResponderExcluir